Desabilitar carregamento

Holanda apresenta inovações em tecnologia agroalimentar ao Brasil

Notícias 18 de novembro de 2012

País, considerado um dos mais inovadores do mundo no setor, chega ao Brasil em missão comercial nesta segunda-feira

 

por Hanny Guimarães
O Porto de Rotterdam, quarto maior do mundo, é um dos principais pontos de comercialização de produtos agrícolas brasileiros para Europa (Foto: Hanny Guimarães/Arq. pessoal)
Uma comitiva holandesa desembarca nesta segunda-feira (19/11) no Brasil e segue até o dia 23 de novembro, trazendo autoridades como o príncipe Orange e a princesa Máxima, o ministro de Comércio Exterior e Desenvolvimento e representantes de 175 empresas e institutos da Holanda. O objetivo é estreitar relações comerciais e compartilhar conhecimentos em áreas como a agricultura do Brasil.
Inovações no ramo agroalimentar estão em pauta. Segundo informações do governo holandês, o país ocupa hoje o segundo lugar no mundo em exportações de produtos agroalimentares, atrás apenas dos Estados Unidos. Em 2011, as exportações agrícolas holandesas foram avaliadas em aproximadamente R$ 192 bilhões (9% a mais em relação a 2010). O setor de agronegócios holandês, assim como acontece no Brasil, fornece uma importante contribuição para a balança comercial positiva do país.
A missão oficial passará por Brasília, São Paulo, Ribeirão Preto e Rio de Janeiro. Entre os diversos compromissos estão um encontro com o ministro da Agricultura, Mendes Ribeiro Filho, e a participação no seminário “O Futuro da Indústria Alimentar”, na USP de Ribeirão Preto. O seminário abordará o desenvolvimento sustentável do agronegócio no Brasil, tendo em vista a segurança alimentar mundial, o papel do conhecimento e da tecnologia, e ainda sistemas de financiamento. Serão identificadas possibilidades de cooperação Brasil – Holanda neste setor. Ambos os países são potências mundiais em agronegócio e discutirão questões importantes como a escassez de recursos e o uso sustentável da terra. Ainda em Ribeirão Preto, a comitiva visitará a empresa CRV Lagoa, uma das líderes do mercado mundial de genética bovina e, desde 1998, controlada pela CRV, empresa internacional de melhoramento genético, dirigida por cooperativas de produtores holandeses e belgas.
Participarão da missão ao Brasil 12 empresas holandesas do setor de agronegócios: AgrenNewEnergy, Agriment international, D.E. Master blenders, Farm Frites, Flevolof, Koppert, La Red Food, Metazet, Rabobank International, Duyvis Wiener, Jan Oskam BV, e WP Haton.
Durante visita ao país, no último mês de outubro, Globo Rural pode observar os grandes esforços da Holanda em trocar conhecimentos com o Brasil. Diversos estudantes brasileiros estão desenvolvendo projetos em áreas de pesquisa ou mesmo em grandes empresas holandesas e o país quer compartilhar investir neste sentido. O investimento em educação, pesquisa e desenvolvimento permite ao país ser o criador de tecnologias para a elaboração de produtos mais saudáveis e de alta qualidade, com alta produtividade. Um bom exemplo é a criação de uma tecnologia que reduz em mais de 70% a água utilizada na produção de alimentos. Entre as quarenta empresas mais influentes no ramo de alimentos e bebidas, quatro são holandesas – Unilever, Vion, Heineken e FrieslandCampina.
Internamente, a indústria agrícola representa quase 10% da economia holandesa, estando entre os três setores que mais contribuem para o PIB. O agronegócio é responsável pela criação de 660 mil empregos, diretos e indiretos.
O Brasil é o mais importante parceiro de negócios e investimentos da Holanda na América Latina. Somente em 2011, o comércio bilateral registrou US$ 15,9 bilhões, o que representa aumento de 32,6% em relação ao ano anterior. A Holanda ocupa o quarto lugar como parceiro de exportações de empresas brasileiras, sendo também um dos maiores investidores estrangeiros no Brasil.

 

Fonte: Globo Rural (Online) – SÃO PAULO – (SP) – 18/11/2012