Desabilitar carregamento

Mato Grosso segue com maior receita do país nesta safra

Notícias 13 de novembro de 2012

MARIANNA PERES

Da Editoria

 

A maior receita agrícola gerada da porteira para dentro na safra 2011/12, no país, está em Mato Grosso. Fazendo jus ao título de líder nacional na produção de grãos e fibras deste ciclo, o Estado mantém sua soberania no que se refere à renda, ultrapassando o estado de São Paulo e ainda como o único, entre os grandes estados produtores do Brasil, a exibir um incremento acima de 20% neste ano.

Comparando os resultados da safra 2011/12 com a anterior, a receita, ou como classifica o Ministério da Agricultura, o Valor Bruto da Produção (VBP) aumentou em 23%, passando de R$ 30,94 bilhões para R$ 38,06 bilhões. São Paulo, até ano passado o maior VBP do Brasil, contabiliza queda de 18,8% ao somar renda estimada de R$ 34,03 bilhões.

Dados ajustados pelo Ministério, no mês passado, mostram que no Brasil a receita agrícola deverá atingir R$ 233,83 bilhões, expansão anual de 2,9%. Para se chegar ao VBP, o Ministério considera as 20 principais culturas em produção e multiplica os volumes colhidos (estimados) pelo preço médio em adoção no mês de análise. Antecipando previsões para a próxima safra, em pleno plantio com a soja, a União acredita que em 2013, o resultado deve ser ainda mais expressivo, podendo alcançar R$ 297,9 bilhões. “A estimativa é que o VBP das principais lavouras em 2013 seja até 27,4% superior ao deste ano”, anuncia o ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Mendes Ribeiro Filho.

O VBP mato-grossense, maior da série histórica do Ministério desde 2005, representa 55% dos R$ 68,51 bilhões que deverão ser contabilizados na região Centro-Oeste e 16,27% do total nacional. Na safra já findada, a 2011/12, o Estado foi extramente beneficiado pela conjunção de preços e produção. Além da valorização das principais commodities, como soja e milho, ambas, assim como o algodão e a cana, também tiveram a produção – volume físico – aumentada em relação à safra anterior.

Na comparação com a renda gerada em 2012 ante a de 2011, a maior expansão de VBP, em 101,64%, foi obervada no milho, cuja receita passou de R$ 3,64 bilhões para atuais R$ 7,34 bilhões. Neste ano foi a primeira vez que o VBP do milho, ultrapassou o do algodão. Ainda sobre incrementos anuais de receita dentro da porteira está a soja, o carro-chefe do agronegócio estadual que apresenta ganho anual de 40%. O VBP passou de R$ 15,58 bilhões para R$ 21,82 bilhões. Fechando os destaques de 2012 está a cana-de-açúcar com elevação de 16,59%, de R$ 886,93 milhões para o seu primeiro R$ 1 bilhão de renda no Estado.

REGIÕES – Entre as regiões, as que apresentaram o maior valor foram Centro-Oeste (R$ 68,5 bilhões), Sudeste (66,3 bilhões) e Sul (R$ 54,1 bilhões). No entanto, em acréscimos percentuais, as três primeiras colocadas são Centro-Oeste (30% em relação a 2011), Nordeste (14,4%) e Norte (9,6%).

Fonte: Diário de Cuiabá – CUIABA – (MT) – 13/11/2012