Desabilitar carregamento

CARTA DE COMPROMISSO

Eventos Notícias 8 de março de 2016

CARTA DE COMPROMISSO

 

Em resposta aos anseios dos produtores brasileiros de algodão, milho e soja, e cumprindo sua missão de garantir a transparência e o diálogo entre os diversos segmentos do agronegócio nacional, a Associação Brasileira de Sementes e Mudas – ABRASEM e a Associação Brasileira dos Obtentores Vegetais – BRASPOV vem, por meio da presente carta, reiterar o compromisso manifestado anteriormente pelas empresas obtentoras e produtoras de sementes com tecnologia de controle de lagartas (Bt), quanto à disponibilização ao mercado de sementes não Bt para o estabelecimento de áreas de refúgio estruturado.

Desde 2009, apoiada pelas empresas obtentoras e produtoras de sementes do Brasil, a ABRASEM lidera o programa “Boas Práticas Agronômicas em culturas Bt  (http://www.boaspraticasagronomicas.com.br), por meio do qual são divulgadas diversas informações sobre o Manejo Integrado de Pragas (MIP).

Dentre as recomendações do MIP, destaca-se como de relevante importância, o Manejo de Resistência de Insetos (MRI), que possui entre as suas principais práticas recomendadas, a adoção de áreas de refugio. O refúgio estruturado efetivo, em lavouras que utilizem a Tecnologia Bt, constitui-se na melhor forma para retardar o estabelecimento de populações das pragas alvo, resistentes às proteínas Bt. Este processo ocorre ao se preservar a suscetibilidade das pragas alvo às proteínas inseticidas expressas na planta Bt, através da manutenção nas áreas de refúgio de uma população de pragas alvo sensíveis às mesmas.

Reconhecidamente, cabe ao produtor rural a responsabilidade pela adoção das áreas de refúgio estruturado efetivo em suas lavouras Bt.

Por outro lado, de forma a tornar a implantação possível, é necessário que haja a disponibilização, por parte dos obtentores e empresas produtoras de sementes de cultivares não Bt, de cultivares de porte e ciclo compatíveis com as cultivares Bt oferecidas comercialmente por tais empresas. Diante desse cenário, as empresas obtentoras e produtoras de sementes reafirmam seu compromisso quanto à disponibilização ao mercado de sementes de cultivares não Bt.

Certos de que as empresas obtentoras e produtoras de sementes, assim como os usuários de suas tecnologias, compartilham do interesse de fazer prosperar a pujante agricultura nacional, e de que o desenvolvimento de novas tecnologias e seu correto uso e manejo são fundamentais para alcançar os altos índices de produtividade almejados por todos, reforçamos o posicionamento dessas Entidades em acompanhar os compromissos firmados nesta carta.

Brasília, 18 de novembro de 2015.

JOSÉ AMÉRICO PIERRE RODRIGUES

Presidente da ABRASEM

IVO MARCOS CARRARO

Presidente da BRASPOV